domingo, 20 de dezembro de 2009

Respigámos...com a devida vénia!

"Sede regional da cultura
fica em Vila Real

Nova directora conhece "bem" o território
e manterá linha de desenvolvimento

Depois de José Sócrates ter feito o
seu novo Governo para os próximos
quatro anos de legislatura, a
Direcção Regional de Cultura do
Norte conheceu uma nova directora.
Paula Silva passou a ocupar
o lugar que até então era de Helena
Gil. A nova directora já está
em funções e descartou qualquer
rumor de que a sede da direcção
regional seja deslocalizada para o
Porto, permanecendo assim em
Vila Real.
À margem da entrega do prémio
Douro Ensaio, ainda promovido
pela anterior direcção,
Paula Silva referiu que não está
nos seus planos deslocalizar os
principais serviços de direcção
para a cidade do Porto. “A sede
da Direcção Regional é em Vila
Real, mas tem serviços desconcentrados
em diversos sítios”,
começou por alertar a directora
regional.
Com uma abrangência de 80
concelhos, a direcção encontrase
com os seus serviços espalhados
por vários pontos da região
Norte. “Um dos principais serviços,
onde estão mais pessoas,
é no Porto e continua lá, que é
a Direcção de Serviços e Bens
Culturais (DSBC), que faz tudo
aquilo que tem a ver com a salvaguarda
de património arquitectónico
e arqueológico. A sede,
essa é em Vila Real e também vai
continuar”, garantiu Paula Silva,
salientando ainda que há outros
serviços em Tibães, na área arqueológica
do Freixo em Marco
de Canavezes e ainda em S. João
de Tarouca, que permanecerão.
A nova directora desempenhava
funções na DSBC e, por isso,
as novas funções serão apenas
“um alargar da actividade anterior”.
Sobre os primeiros passos
nas novas funções, Paula Silva
disse sentir-se “bem” e revelou
estar num território que conhece
há largos anos e para o qual terá
grande “empenho” para que se
continue a desenvolver.
Sobre novos projectos, a directora
salientou os trabalhos no
Vale do Varosa, com os emblemáticos
Mosteiros de Salzedas,
São João de Tarouca e o de Ferreirim,
no concelho de Tarouca.
Paula Silva revelou ainda que
estão em fase de lançamento de
concurso mais duas obras, para
que dentro de um ano e meio estes
três mosteiros sejam abertos
ao público."in MB, por
Frederico Correia
Frederico Correia
Ana Teixeira